• Graziela S. Teixeira

Sol em Peixes


Com o ingresso do Sol em Peixes dia 19/02 enfim chegamos ao último signo do zodíaco, o último mês do ano no calendário astrológico que recomeçará um novo ciclo no mês que vem quando o sol entrar em Áries. Não por acaso, no Brasil dizemos que o ano só começa depois do carnaval.


Peixes sabe esperar pois é sempre o último, seja para ler seu signo nos livros de astrologia, nos horóscopos de jornal ou a previsão dos astrólogos nas mídias sociais.


Começamos então por esta idéia de fim, de final. Paciência é uma virtude pisciana em contraste com o próximo signo do zodíaco Áries que é apressado e rápido. O problema da paciência pisciana é que não tem limite e pode passar (e muito) do ponto adequado.


Minha professora de astrologia (Márcia Mattos/RJ) dizia que este signo “esparramado” tem a “sorte do fim”, ou seja, vai deixando tudo fluir, tudo pro final esperando que alguma coisa mágica e transcendente aconteça. Este é o “anti-método” pisciano: deixar rolar, deixar fluir, a não ação, a passividade, a aceitação.


Esta faixa de consciência está ligada ao todo, à unidade, união, integralidade, à idéia do não Eu e do não Ego, à transcendência da matéria. É a consciência da inclusão de tudo aquilo que é rejeitado pela sociedade, a aceitação de todas as facetas humanas desde as virtudes mais elevadas e divinas até os mais desafiantes sentimentos e pulsões do homem encarnado na matéria. A humanidade de peixes é aceitar todas as nossas partes, aquele que a nada e a ninguém exclui, pois esta consciência trabalha com a ideia do todo, da completude, da integração dos opostos e das ambivalências que todos nós seres humanos temos. Estar em paz com a imperfeição é um grande aprendizado.


Por isso aqui temos a Madre Tereza e os foliões do carnaval. Aqui temos os Retiros de purificação e meditação e também a entrega total à bebidas, drogas lícitas ou ilícitas. Aqui temos a vontade louca de devorar a matéria, como os foliões no carnaval onde tudo é permitido e também a completa negação dela, como os ascetas e os budistas. Ramakrishna, mestre indu, deixou-nos ensinamentos preciosos de não-dualismo, a sabedoria que todas as religiões são verdadeiras, também mostrou que o serviço ao homem era a forma mais efetiva de adorar a Deus. Perfeita descrição do eixo Peixes-Virgem.


Ambivalência é uma característica forte deste signo que, não por acaso, tem como representação dois peixes nadando em direções opostas ligados pela boca por um fio de ouro. É complexo compreender a ambiguidade humana e esta é uma inteligência pisciana. Não à toa está ligado ao perdão, à aceitação, à espiritualidade e também às fugas de realidade como vícios, doenças psíquicas, exílios, prisões e doenças.


O carnaval é uma das poucas oportunidades no ano em que se é permitido viver a ambivalência numa sociedade cada vez mais desumana, tanto no sentido de não aceitação do ser integral como no sentido das falhas humanas. A perfeição não é deste mundo, ao mesmo tempo que tudo é perfeito em sua imperfeição.

Aproveitemos então para cair nos braços do deus Dionísio ou Baco e viver um pouco a loucura que nos habita. Quem sabe assim podemos integrar dentro de nós o que negamos, ser mais compassivos com a gente mesmo e consequentemente com os outros. E viva o Carnaval e viva Dionísio!



RITMO MUTÁVEL

Acredito que deu para perceber, ao longo deste ano através da descrição dos signos, o que representa a qualidade mutável. Se ainda não tinha “caído a ficha” peixes nos mostra bem o que é ser mutável, não?! Esta é uma qualidade de adaptabilidade às diferentes formas, texturas, condições e que está sempre permeável ao de fora e ao que vem pela frente, seja uma nova estação ou um novo ano. Estamos literalmente fechando um ciclo para começar um novo.



ELEMENTO ÁGUA

A qualidade de ser um signo de água nos conta sobre a sensibilidade emocional desta consciência. Pensemos juntos num tema pisciano: as prisões, os encarcerados. São seres que definimos, enquanto sociedade, que ficariam apartados do convívio social. Separamos estas pessoas, os tiramos de nossas vistas e longe dos centros urbanos. Mas sob a luz da consciência pisciana são seres humanos que por conta de sua própria condição humana cometeram erros, como todos nós cometemos. Ao desumanizarmos estas pessoas nós os animalizamos e assim negamos à elas os mais básicos direitos da condição de humano.


Assistentes sociais e psicólogos que trabalham com pessoas encarceradas podem nos contar muito sobre a condição desumana que colocamos estas pessoas, e que ao fazer isso não contribuimos para que elas voltem ao convívio social. Esta população tem crescido exponencialmente no Brasil que tem hoje a 3º maior população carcerária do mundo, sendo que cerca de 40% ainda não foi julgada. Estimativas do Depen (Departamento Penitenciário Nacional), o Brasil chegará ao total de 1,5 milhão de presos até 2025.


Transformar vidas e pessoas em números é também uma forma de desumanizar.

Fazendo um recorte de raça e classe vemos que a maioria da população encarcerada é negra/parda/pobre. Se você, que está lendo este texto agora, é branco/a, tem curso superior, não está na faixa da pobreza, então suas chances de ir preso é muito baixa mesmo que cometa alguma contravenção. Esta é uma discussão bastante incômoda mas necessária e atual. Podemos pensar juntos numa maneira mais eficaz de lidar com este problema coletivo e social? Ou o que se quer mesmo é eliminar, negar e impedir a existência destas pessoas? Claramente temos muita dificuldade de não sermos perfeitos, de aceitar que erramos e por isso queremos eliminar o mal personificado no outro, que é ao mesmo tempo o mal potencialmente escondido em nós.


A desumanização do outro é a porta de entrada para a barbárie.


NETUNO regente. JÚPITER como co-regente

Netuno é uma consciência planetária que tem afinidade com a vibração de Peixes e com a casa 12 de um mapa. Esta é a última etapa da evolução da consciência humana onde dissolve o eu no todo. Aqui podemos pensar na completude do Yin-Yang, no Nirvana, no Samadhi, no retorno ao Paraíso, ao Pai, ao Criador, à fonte divina, ao útero da Grande Mãe onde não havia separação.


Netuno é uma consciência que destrói fronteiras, barreiras, limites. Dissolve a idéia de eu, dissolve os muros da separatividade. Netuno é a antítese de Saturno - mestre da matéria, da condensação nas formas, da concretização no mundo tridimensional. Netuno é o transcendental, metafísico, aquela consciência em nós que vê para além dos limites sensoriais limitados da matéria e se conecta com a fonte que anima a matéria. Netuno atua como o cupim, que silenciosamente vai comendo a madeira, a matéria, e quando ficamos sabendo aquilo já não tem mais sustentação, não tem mais bordas e fronteiras. Saturno é antídoto para Netuno e vice-versa. 


É a consciência que não precisa de intermediários. Por isso é a espiritualidade e o sagrado presente em todas as religiões, não faz distinção de credo, pois é o princípio da totalidade, o fim de tudo, é a presença do todo em cada uma das partes. A física quântica, o universo holográfico, os sonhos, as constelações familiares sistêmicas, os estados profundos de meditação, as experiências de transcendência e estados ampliados de consciência são formas de experimentarmos esta inteligência Netuniana-Pisciana. 


Somos a consciência de uma gota que se dissolve no oceano. Somos um grão de areia no espaço infinito do cosmos. Somos um só, não estamos fora do espaço, não existe o fora, somos parte do Universo e à ele pertencemos. Estamos completamente conectados com o universo embora insistimos em pensar que existe um Universo “lá fora” bem distante de nós. Temos muita dificuldade de sentir que somos parte do Universo, que somos parte e ao mesmo tempo o Todo. Peixes, Netuno e casa 12 é uma consciência extremamente sutil, complexa e profunda.

Somos fractais da inteligência criadora.


EIXO PEIXES-VIRGEM

Por isso Virgem e Mercúrio ajudam a “aterrar” esta vibração pisciana, netuniana e simplificar mais as coisas. Trazer um olhar mais prático para a vida. Descomplicar. Ser mais objetivo, equilibrar o mundo da metafísica trazendo para a mecânica da física, da vida rotineira. Virgem tem a qualidade do discernimento, da classificação, da organização prática, do método e da disciplina necessários para momentos difusos, confusos, sem foco, sem praticidade. Onde temos Netuno e Peixes no mapa temos dificuldade em ser seletivos, de usar critérios para escolha, de ser mais simples e menos complexos.


Por outro lado, se nascemos com um chamado para desenvolvermos esta consciência de Peixes e Netuno, e nos assuntos da casa astrológica onde estão este signo e planeta, podemos ter muito medo de nos perder, medo da entrega, medo desta imensidão, medo da falta do controle, medo de errar. E então passamos a exercer o lado exagerado de virgem que é o controle e ficamos extremamente metódicos para esconder uma insegurança em nos entregar nos braços de Dionísio e experimentar o êxtase (e a loucura), o sonho, a arte e a fantasia.


Albert Einstein foi um pisciano. Kurt Cobain, da lendária banda Nirvana (não por acaso tinha este nome) também foi um super pisciano-netuniano com Sol, Mercúrio, Vênus, Quíron e Saturno em peixes, além do Nodo Sul, que representa o passado, conjunto à Netuno. Artes visuais, cinema, fotografia e música são canais de expressão desta consciência. A música, assim como a arte, têm o dom e a capacidade de nos emocionar profundamente, de nos conectar, de adentrar em campos onde nossa mente abstrata e concreta não tem acesso.


Aos piscianos e piscianas, desejo um feliz aniversário!

Que continuem sonhando um mundo mais inclusivo para todos nós, que continuem a nos inspirar trazendo as artes, o sonho e a fantasia para este plano terrestre que atualmente está mergulhado na aridez e secura da falta de compaixão, de encantamento e de união.


Deixo para vocês uma música que resume esta manifestação pisciana, este sonho netuniano de um dia vivermos todos em paz. John Lennon “Imagine"

Os piscianos e netunianos de carteirinha dirão “deixem-nos ao menos sonhar!”, ou será que diriam “venham sonhar conosco”?! Um grande beijo desta pisciana-netuniana que vos fala!


#peixes #signos #zodíaco #simbologia #astrologia #signodepeixes #netuno #carnaval #sonho #fantasia

0 visualização

Tel/Whats: (48) 9 9999-0541