ECLIPSES - Saiba tudo sobre

ECLIPSES - MODOS DE USAR

  • Os eclipses são, na verdade, Luas Novas e Cheias especiais.

  • Quando ocorrem os eclipses, o Sol, a Terra e a Lua estão perfeitamente alinhados sobre o plano da eclíptica. A eclíptica corresponde a uma faixa no céu que compreende o caminho aparente que o Sol faz ao redor da Terra. É, portanto, o caminho no céu pelo qual aparentemente os planetas seguem e onde se encontram os signos astrológicos. Para que ocorra um eclipse é preciso que a Lua esteja situada muito próxima da eclíptica. Podemos dizer então que é a posição da Lua que promove os eclipses.

  • Os Nodos Lunares originam-se quando a órbita da Lua atravessa o caminho aparente do Sol ao redor da Terra. Por isso a mitologia diz que nos Nodos mora o Dragão que engole o Sol, quando um destes astros se aproxima dele. Os nodos são esses dois pontos de encontro da órbita da Lua com a eclíptica, portanto os eclipses ocorrem sempre perto deles. Quanto mais próximo acontecer do grau dos nodos lunares, os eclipses serão totais. A medida que se afastam do grau onde estão os nodos, os eclipses serão parciais.

  • Os nodos levam cerca de 18 anos e meio para percorrer os 12 signos do zodíaco, ficando em média 1 ano e meio em cada eixo. Este movimento é retrógrado no zodíaco, ou seja, andam no sentido horário. Ex.: Áries, Peixes, Aquário, Capricórnio, Sagitário e assim por diante.

  • Os eclipses constituíam a fonte de presságios mais importante da Babilônia porque eram considerados como sinais muito especiais do céu para indicar acontecimentos coletivos marcantes: guerras, fome, epidemias, nascimento ou morte de reis, etc.

  • Eclipse Solar: Ocorre na lua nova, quando a Lua cobre o Sol e há alinhamento do Sol, da Lua e da Terra. O sol representa nossa consciência, visão, clareza, foco, vida, vitalidade, inteligência e propósito. Neste caso é o astro sol que está sendo obscurecido pela lua que representa entre outras coisas os velhos hábitos, as memórias, o passado e as emoções. De alguma forma o passado está mais forte. É o tempo de rever algumas situações, hábitos, pendências com pessoas do passado que estão pedindo nosso olhar.

  • Eclipse Lunar: Ocorre na lua cheia, quando o Sol, a Terra e a Lua estão alinhados entre si. É a lua que é eclipsada e fica na sombra que a terra projeta sobre ela. A Lua representa o passado, nossas memórias, os hábitos arraigados, nossas reações, a inconsciência, nossas emoções, vínculos e sentimento de pertencimento. É um dos pontos mais sensíveis que temos. Todas estas questões ficaram obscurecidas, na sombra. O que está favorecido é o futuro, novas figuras, novas perspectivas, novos comportamentos, o salto a ser dado é para frente. Mais fácil largar vícios, hábitos e dependências do que qualquer outra época, porque eclipsa o passado, que perde força. Bom momento para impulsionar as situações novas, inovadoras.

  • O que é BLUE MOON, ou Lua azul?

  • Blue Moon é o nome que se dá quando temos duas luas cheias no mesmo mês, evento que não acontece sempre.

  • E Lua de Sangue?

  • É quando temos o eclipse da Lua, na sua fase cheia e devido as diferentes colorações durante o eclipse vindas dos raios solares, em alguns instantes fica com tons avermelhados, alaranjados.

  • Sempre calculamos os eclipses para a capital do país que está se analisando pois tem grande importância na astrologia mundial na previsão de acontecimentos políticos e sociais e econômicos. No caso do Brasil para Brasília/DF.

  • Quais os efeitos de um eclipse? São principalmente 03:

  • 1) Some, sai de cena, perde força alguma coisa da sua vida que tinha valor, ou importância. O eclipse é um apagão momentâneo, aquilo sai da sua vida.

  • 2) Intensifica alguma situação na área da vida onde cair e nas funções dos planetas que tocar.

  • 3) Inverte o jogo, tendências e situações. As coisas que estavam indo para um lado, vão para o outro. Reprogramação do que estava encaminhado.

  • Impactos imediatos de um Eclipse: Tudo que se faz na semana do eclipse é ofuscado, não sai com brilho. Para eventos, exposições, lançamento de produtos que precisa de grande público não seria o momento adequado. Se puder esperar, melhor.

  • Qual a vigência de um eclipse? Quanto tempo ficamos sob a influência deles? Existem 3 teorias principais e cada astrólogo adota aquela que por experiência faz mais sentido de acordo com sua vivência prática:

  • 1º) Até o próximo evento da mesma natureza, que seria 6 meses depois.

  • 2º) Os efeitos começam a se manifestar 3 meses antes e atuam até 3 meses depois. Sendo que o eclipse é reativado (entra de novo em vigência) se Marte ou Saturno no céu entrar no grau do eclipse por trânsito por grau e tocar o ponto do eclipse. Observar os aspectos tensos (conjunções, quadraturas, oposições).

  • 3º) Se encararmos um eclipse como uma lunação, ele tem seus efeitos até o próximo mês, ou seja, até a próxima lunação (lua nova ou cheia) quando desmontaria este eclipse e traria outro assunto.

  • Qual a diferença entre uma Lunação normal e um Eclipse? Nos eclipses os Nodos Lunares estão necessariamente envolvidos. As lunações não necessariamente viram eclipses, isto ocorre apenas quando elas acontecem no ponto dos nodos lunares.

  • Como faço para compreender melhor o efeito e o impacto (maior ou menor) do Eclipse sobre mim?

  • 1) Podemos verificar principalmente quais as casas do mapa astrológico em que o Eclipse está acontecendo, sempre um eixo de casas, por exemplo 1-7, 2-8, etc. Estas são as áreas da vida que estamos sendo convocados a olhar e refletir com um pouco mais de atenção. Ao final do texto eu faço um resumo dos eixos de casas com os principais desafios de cada um.

  • 2) Verificar se este ponto do eclipse está fazendo Aspectos com algum planeta ou ângulo como Ascendente e Meio do Céu, do seu mapa natal. Os astrólogos consideram principalmente as Conjunções (ângulo de 0º) e Oposições (ângulo de 180º) mas alguns deles também analisam as Quadraturas (ângulo de 90º).

  • A Orbe utilizada é em torno de 3º a 4º antes ou depois do grau onde aconteceu o eclipse.

  • Exemplo: Se o eclipse aconteceu no grau 11º do eixo Aquário-Leão você vai procurar no seu mapa se tem planetas ou ângulos (ascendente e mc) perto deste grau, com orbe de 3º antes ou depois, ou seja 8º de Aquário ou Leão até o grau 14º deste mesmo eixo de signos (isto para as conjunções e oposições). No caso da quadratura é só verificar o eixo de signos que faz um ângulo de 90º com os signos do eclipse. Neste exemplo seria Touro-Escorpião, de novo verificando se tem algum planeta posicionado entre os graus 8º a 14º destes signos.

  • Pessoas que tem planetas e pontos importantes (como Ascendente, Meio do Céu, Sol, Lua, Nodos, Vênus, Marte e Mercúrio) tocados pelo Eclipse, quer dizer que este evento diz respeito a elas. Daí vem a importância de se analisar em que eixo de casas este eclipse tocou (logo abaixo tem uma descrição).

  • CALENDÁRIO DE ECLIPSES DE 2018:

  • 31 Jan: Lunar Total - 11:27h a 11º37’ de Leão

  • 15 Fev: Solar Parcial - 18:05h a 27º08’ de Aquário

  • 12 Jul: Solar Parcial - 23:48h a 20º41’ de Câncer

  • 27 Jul: Lunar Total - 17:20h a 04º45’ de Aquário

  • 11 Ago: Solar Parcial - 06:58h a 18º42’ de Leão

  • CICLOS DOS ECLIPSES

  • Os eclipses não são aleatórios, mas possuem um ciclo próprio, eles tem um ritmo. Muitos anos antes do término de uma série, sua substituta começa. Por isso algumas vezes ocorrem dois eclipses em lunações sucessivas.

  • AS CASAS QUE CAEM OS ECLIPSES:

  • A casa do mapa natal na qual se localiza o eclipse é indicativa dos temas que precisam ser desenvolvidos. Os eclipses chamam nossa atenção para a verificação do que é preciso rever, modificar em cada área da vida. Aqui um resumo dos assuntos por eixo de casas:

  • EIXO 1 – 7: O Eu e o Outro. O desafio é encontrar um equilíbrio entre as questões de identidade/individualidade/autonomia X concessões, acordos e contratos que se estabelecem para o funcionamento de uma dupla/casal/sócio. O perigo está em entrar numa relação de parceria (seja ela um casamento ou uma sociedade) e se perder por completo no outro a ponto de não saber mais quem é e apagar todos os vestígios de sua identidade e individualidade. Ou por outro lado não conseguir abrir mão de nada (seja sua autonomia ou modos de atuar) para viver um relacionamento, querendo a todo instante impor o “seu jeito” para o outro e entrar na relação com Marte, brigando, impondo, lutando. Por isso Marte fica mal colocado na casa 7, pois entende como um terreno de disputas. Que possamos ter sabedoria para discernir o essencial do supérfluo para nós, e assim podermos conceder e abrir mão do que é negociável e supérfluo, sem perder de vista o que é inegociável ou essencial. É por isso que Vênus fica muito bem colocado na casa 7, onde o que está em jogo é a arte de se estabelecer boas relações de parceria através de um ambiente diplomático para se chegar a um bom acordo para ambos os lados.

  • EIXO 2 – 8: Eixo dos ganhos e perdas, tanto no nível mais material quanto num nível mais anímico e energético. Na casa 2 temos os recursos pessoais, as questões econômicas, bens, renda, a produção que gera renda. Por outro lado, na casa 8 temos a renda conjunta, finanças compartilhadas, por cotas, por participação, financiamentos e endividamentos, impostos e taxas, o dinheiro que vem do outro (partilhas, heranças, pensão) e também as perdas e crises. Se você está com este eixo ativado é importante observar como estas questões estão atualmente na sua vida. Num outro sentido, este é o eixo da sensualidade e da sexualidade, relacionado ao valor pessoal e àquilo que eu ofereço e coloco numa relação, assim como aquilo que é meu e retiro da relação quando ela acaba. Não se trata apenas do nível material mas também na alma.

  • EIXO 3 – 9: A casa 3 tem como estímulo toda atividade mental e intelectual, de aprendizagem e também de comunicação e publicidade, de multiplicar as informações. Diz respeito também aos deslocamentos, ir de uma cidade à outra, estar em circulação. Também questões referentes ao ambiente próximo, aos vizinhos, aos irmãos e parentes. Por outro lado, na casa 9, as questões de deslocamento são para grandes distâncias, até mesmo para o estrangeiro, em lugares de cultura e conhecimento diferente daquelas que possuímos, como ex. línguas estrangeiras, ou viver em outro país, ou ter contato com pessoas de outras nacionalidades. Com relação ao conhecimento e questões de intelecto, o estudo se dá em nível de graduação, pós-graduação, especialização para atingir um conhecimento mais elevado. Aqui também entra em pauta contato com filosofias de vida, religiões e do contato com o sagrado. Assuntos de natureza legal, ou ligados à ética, também fazem parte deste universo de casa 9. O desafio deste eixo é para pessoas que são comunicadoras natas, que compartilham e espalham as informações possam também se aprofundar na informação, alcançar outros níveis de conhecimento que só estudos especializados podem trazer. Por outro lado temos pessoas com alto nível de informação com dificuldade de transmitir de forma simples o conhecimento complexo e profundo que possuem. Saber que aquilo que procuram não está longe mas na esquina de casa.

  • EIXO 4 – 10: Aqui temos um dilema entre a segurança e o bem-estar pessoal e familiar com a busca de uma posição pública no mundo, muitas vezes através da carreira. O desafio aqui é equilibrar a vida pessoal e vida social/profissional. Quantas pessoas se vêem no dilema entre abrir mão de mais tempo com a família em nome de uma promoção ou de uma posição profissional ou na vida pública? Por outro lado, quantos sacrificam a sua participação na vida pública e na carreira em prol do cuidado e convívio com a família? O velho desafio de conciliar o bem-estar pessoal e familiar X realização profissional.

  • EIXO 5 – 11: A casa 5 fala daquilo que amamos fazer, os prazeres, o que nos deixa felizes. Palco de celebrações, festas, diversões, namoros, arte, criatividade, expressão criativa de tudo que gostamos hoje. Por outro lado, na casa 11, temos os projetos e planos, os amigos e os grupos, um coletivo e um futuro. Como anda a minha participação em grupos ou envolvimento com causas mais coletivas, a valorização das amizades como forma também de elevar o nível de amor para algo não tão pessoal e voltado apenas para a minha satisfação no hoje? Na outra ponta, será que os planos e projetos para um futuro breve estão levando em consideração aquilo que amo, o que considero especial, o que me dá prazer e alegria? Vivendo um presente feliz vamos construindo um futuro também feliz, da mesma forma que ter planos para um futuro feliz requer ações no presente que levarão até lá. Que possamos encontrar aquilo que o nosso coração bate mais forte, o pote da felicidade.

  • EIXO 6 – 12: Escapismo e comodismo do não-fazer escondido atrás de uma crença de que “tudo vai se resolver” quase que por um milagre. Estes são aqueles momentos em que nos esquivamos da ação até que alguém tome as devidas providências e resolva de fato (casa 12). Por outro lado, na casa 6, existe a crença de que se não agirmos, constantemente, nada será resolvido e aí nos sobrecarregamos de afazeres e obrigações porque queremos nos assegurar e controlar para que tudo dê certo e seja resolvido. Atividades diárias x situações de retiro, ócio, meditação, e até mesmo um impedimento de saúde que nos obriga a parar. Nem tanto ao céu, nem tanto à terra. A busca aqui é o equilíbrio entre aquilo que preciso fazer, intercalando com momentos de silêncio, reclusão, calma e ócio. Este eixo tem impacto direto sobre a saúde e o bem-estar geral.

Espero que algumas dúvida tenham sido esclarecidas com este texto e possa servir de consulta sempre que precisarem saber um pouquinho mais sobre os eclipses.

Um beijo com carinho,

Grazi

Destaques

Posts Recentes

Arquivos

Tags

Siga a gente

  • Facebook Social Icon
  • Twitter Social Icon
  • Google+ Social Icon

Tel/Whats: (48) 9 9999-0541