Sol em Sagitário


O Sol ingressou no signo de Sagitário dia 22 nov, 9º arquétipo (padrão) da consciência humana, associado à casa 9 do mapa e ao planeta Júpiter. É a fase de ampliar a consciência sobre nós e sobre a vida, afinal de contas, para que estamos aqui? Qual o sentido de tudo isso?


Os signos zodiacais, amplamente divulgados nos meios virtuais e na vida cotidiana das pessoas, sofrem também de preconceitos, em maior ou menor grau. Alguns signos são tidos como "vilões, maus ou ruins" enquanto outros são "bons, positivos e melhores". Tentamos trazer tudo para o pensamento binário, bom/mau, bonito/feio, legal/chato…. Sagitário é um dos signos que é visto, de forma geral, apenas pela sua face luminosa: engraçados, otimistas, grandiosos, abundantes, sortudos e por aí vai. Mas é só lembrar que quando o Sol ilumina um signo ele joga uma sombra para o signo oposto. Vamos ver então como isso pode se desenvolver.




ELEMENTO FOGO


Todos os signos de Fogo (Sagitário, Leão e Áries) tem como polaridade e ponto de compensação e os signos do elemento Ar (Gêmeos, Aquário e Libra). Em algum momento somos convidados a entrar em contato com os outros, com novas idéias e com a sociedade.

Os signos de fogo trazem a necessidade que todos nós temos de nos individualizar, saber quem somos e o que queremos, de verdade. O processo de individuação não significa necessariamente ser egoísta. Pode acontecer de sentirmos certo desconforto quando atuamos nos signos de fogo, pelo medo de sermos acusados de egoístas. Por outro lado, precisamos pensar em nós, no que queremos, quem somos e o que faz sentido para nós, pois isto nos constitui como sujeitos verdadeiramente únicos que cada um é.


Segundo Carl G. Jung, Fogo e Terra (Touro, Virgem e Capricórnio) têm um desafio, ou seja, a função da intuição - associada ao fogo - é bem diferente da função atribuida aos signos de terra que é a sensação (olfato, paladar, audição, visão e tato). A questão aqui é: como podemos acreditar em nossa intuição se ainda não há nada materializado/manifestado diante de nós? Aquele momento em que sabemos o que fazer, mas não sabemos como sabemos. O lado pragmático em nós pode não “dar bola” para nossa intuição, pois não está manifestado, logo não deve ser “real”. Aqui está a pegadinha. Podemos (e devemos) acreditar na sabedoria que vem da intuição. E Sagitário é maravilhoso nisso! Está relacionado à nossa sabedoria interior.




SIGNO MUTÁVEL


Escorpião (signo anterior) > SAGITÁRIO > Capricórnio (signo posterior)

Como um signo mutável Sagitário representa a transição de uma estação do ano para outra. No caso do hemisfério norte é a transição do outono para o inverno representado mais adiante pelo signo de Capricórnio, que adentra na fase da maturidade da vida. Então Sagitário está nesta transição para assumir responsabilidades e compromissos mais adiante, depois de grandes jornadas de experiências que o levaram à uma visão mais ampla da vida e de mundo. Como todo mutável, tem a qualidade de adaptação à uma nova fase.

Vale lembrar que Escorpião é o signo que vem antes, onde muita coisa foi transformada em nossas vidas, passamos por crises, desafios e renascemos em Sagitário, que nos tira das profundezas emocionais e abre diante de nós um vasto horizonte, com novas perspectivas de vida.




JÚPITER - regente de Sagitário


Júpiter é o maior planeta dentro do sistema solar. Zeus ou Júpiter é o grande e rei do Olimpo e à ele é concedido todas as honrarias e oferendas. Na astrologia é considerado como uma bênção, um astro de expansão, de positividade, de abundância. Sempre que tem alguma coisa muito boa que nos acontece, pode olhar que tem um dedinho de Júpiter.

Mas como nem tudo são flores, Zeus não gosta de ter os seus desejos refreados, não gosta de limites, não gosta de receber um não como resposta. Como um deus, gosta de ser tratado como tal.


A tentação é grande de cair em exageros, na falta de limites, desperdício, mania de grandeza, arrogância, onipotência e dificuldade de fazer escolhas - que sempre implica em abrir mão de algo.


Como um Centauro, o aprendizado sagitariano é que a parte humana conquiste a animal e que possa ter a sabedoria de confiar em seus instintos mas não ser devorado por eles, como no caso do Minotauro.


Sagitário traz em si três características marcantes que podem ser traduzido em personagens:

1 - professor/mestre: uma expansão intelectual;

Explorando o universo acadêmico, cursos de especialização vamos expandindo nossa visão de mundo através de outros conhecimentos e saberes,

2 - viajante/peregrino: explora o mundo, outras culturas, outros saberes, em busca de experiências. É uma expansão geográfica/física/cultural;

Nossa porção peregrina viaja para fronteiras além daquelas às quais nossas mentes e corpos estavam acostumados. Percebemos que ao cruzar fronteiras de estados, países e de culturas expandimos e derrubamos fronteiras que existiam dentro de nós;

3 - filósofo: é uma busca muito profunda pelo significado e sentido maior da vida. Quem afinal somos nós? Qual o sentido e o significado da vida?

Aqui, nossa porção sagitariana encontra filosofias de vida como o Yoga, Budismo, Religiões e molda suas crenças e valores. Estas filosofias nos ajudam a dar significado e sentido para as experiências de vida pelas quais passamos.




O EIXO SAGITÁRIO-GÊMEOS


Claro que para cada um dos três tipos sagitarianos teremos o desafio do equilíbrio através das energias do eixo. Lembram que Gêmeos é do signo de Ar e mutável? Isto é, ele traz a qualidade da curiosidade, como a criança que está aberta ao mundo para novas descobertas. É a figura do aprendiz, a fase dos aprendizados motores e de comunicação.


1 - Para o professor/mestre: manter a perspectiva de aprendiz da vida, sabendo que por mais que saibamos, sempre há mais a ser descoberto. “Só sei que nada sei” é um grande antídoto contra a arrogância intelectual.


2 - Para o viajante/peregrino: lembrar que aquilo que buscamos tão longe, muitas vezes estava ali pertinho de nós. Ao abrir nosso olhar também para o que está à nossa volta, no nosso círculo imediato, também há uma grande riqueza. Estar onde se está é tão interessante e divertido quanto o que se passa no outro lado do mundo.


3 - Para quem busca o sentido de vida: quando encontramos uma filosofia de vida, uma religião, um caminho a seguir podemos nos tornar dogmáticos e fundamentalistas, acreditando que descobrimos a “verdadeira (e única) verdade”. O problema é quando queremos converter as pessoas para o nosso sistema de crenças, para nossa filosofia de vida, pois achamos que é a única verdadeira. “O nosso Deus é verdadeiro”. O lado gêmeos em nós é fundamental para questionarmos as crenças, fazer perguntas, duvidar e procurar escutar pessoas que pensam diferente de nós.



Este ano a entrada do Sol em Sagitário está ainda mais especial porque Júpiter o seu regente também está transitando por este signo, e isto só voltará a acontecer daqui a 12 anos! Além disso Vênus, o outro planeta considerado “benéfico” também transita pelos últimos graus de Sagitário. Energia de positividade, expansão e otimismo para este final de ano está sendo muito bem-vinda!



Parabéns à todos os sagitarianos e sagitarianas que trazem muita alegria, fé e otimismo para nossas vidas, nos trazendo inspiração para explorar a vida com o peito e o coração abertos!


Beijos com carinho

Grazi

Destaques

Posts Recentes

Arquivos

Tags

Siga a gente

  • Facebook Social Icon
  • Twitter Social Icon
  • Google+ Social Icon

Tel/Whats: (48) 9 9999-0541